A distração é inimiga da intuição

Porque procuramos nos distrair tanto?


Um certo dia, fui fazer o jantar para meu filho. Estava quente, coloquei à mesa para ele comer e pedi que ele desligasse a TV para que pudesse comer tranquilamente. Ele, muito atencioso, desligou, sentou à mesa e me pediu o telefone emprestado para que pudesse assistir o Netflix quanto comia.


Eu rapidamente neguei, estava atenta naquele momento e sou grata por isto. Pude dar para ele um pequeno ensinamento (sempre busco o meu melhor neste sentido e por isto busco tanto). Eu pedi para que ele fizesse sua refeição em silêncio, aproveitando a comida, com a intenção de que o corpo aproveitasse todos os nutrientes, que não fizesse mal pra ele e que sentisse o sabor com calma.

Ele seguiu minha orientação, mas não pude deixar de pensar como isto acontece o tempo todo na nossa vida.


Sempre estamos buscando distrações e com isto nos esquecendo de aplicar uma intenção pura e verdadeira nas coisas que fazemos.


Independente do motivo. Seja por estarmos fazendo algo que não queríamos fazer, ou algo que não seja tão agradável de fazer, ou mesmo coisas que gostamos. Já notou que, em todas as atividades que fazemos, buscamos algo para nos distrair enquanto a executamos?


Há muito tempo que venho buscando desenvolver minha espiritualidade e autoconhecimento e, a coisa mais perceptível para mim, e o maior indicador de que isto está de fato ocorrendo, é que quanto mais nos desenvolvemos e conhecemos a nós mesmos, mais ficamos à vontade no vazio.


O vazio é um lugar de extremo significado. É nele que está contido tudo que há. Repare, por exemplo, que uma sala é uma sala, independente do que há nela. Se você trocar toda a mobília ela ainda continuará sendo a sala, se você vender a metade do que contém nela ainda continuará sendo sala e até se você tirar tudo de dentro dela, você ainda saberá que ali é sua sala.


A informação da sala está sempre ali, naquele vazio que você decora, enfeita, muda, pinta, suja, faz bagunça, comemora, ri, chora. Enfim, sua sala é sua sala, independente do que há nela.


Assim é o mundo e tudo que há.
Está tudo dentro de um imenso vazio.
O vazio é o que contém tudo.


Mas, se no vazio é que contém tudo, porque a maioria de nós se incomoda tanto com ele? Porque precisamos sempre de ter mais coisas para nos preencher e sequer somos capazes de fazer uma refeição sem olhar uma tela de celular ou assistir uma TV?


A resposta é que há duas forças opostas convivendo dentro de nós e tirando nossa paz. Uma delas é o nosso espírito que busca sempre este vazio, ou seja, aquela parte de nós que sempre busca a paz, que pensa em meditar, que se incomoda com muito barulho, que prefere refletir, que quer buscar Deus ou qualquer tipo de espiritualidade. Esta porção de nós está aqui para nos ajudar a evoluir e quer apenas voltar para casa e se encontrar com sua fonte.


A outra parte é o que nos faz ser quem somos nesta vida. O famoso ego que, aliás, tem tido muita mídia nos últimos tempos. Os coachings, psicólogos, estudiosos da mente e muitos outros pregam sempre que temos que dominar, controlar ou até vencer o ego. Mas porque isto?


O ego nos faz reconhecer quem somos. Ele convive em oposição ao espírito. É ele que se incomoda com a solidão, com o silencio, com a falta de companhia, com a falta de atividade. Também é ele que gera nossa ansiedade quando briga diretamente com a necessidade do espírito de evoluir.


Certamente ele é a nossa parte mais forte e a briga só acaba quando ele se rende por conta própria ao espirito e passa a caminhar de mãos dadas com ele.


A partir deste momento é como se parássemos de empurrar o carro e começássemos a dirigi-lo. O esforço todo acaba, assim como o sofrimento e a ansiedade, então as coisas começam a acontecer do ponto de vista humano e espiritual.


É quando de fato acontece o “pentecostes” em nossa vida. Isto significa que o verdadeiro Espírito Santo ascende dentro de nós e passamos a viver guiados por ele. Ao contrário do que muita gente pensa não passamos a viver sob o Espírito Santo quando dizemos sim e mergulhamos na água, mas quando, minuto após minuto, nos decidimos a isto e voltamos a fazer o mesmo o tempo inteiro. É uma luta interminável. Do primeiro ao último segundo de nossas vidas desde quando passamos aceita-lo.


A tendência do ego, quando ele não se decide completamente, quando não se rende, é de resistir e muitas vezes de tentar retomar o controle. Quando não se está completamente consciente da decisão tomada e luta-se para manter a consciência diária nas pequenas ações e atitudes, ele tende a retomar o controle.

Muitas vezes a retomada do ego ocorre em um ambiente disfarçado de iluminação, ou seja, ele faz a pessoa pensar que está tendo êxito em sua caminhada espiritual e retoma o controle baseado neste desejo. Aliás, vale à pena registrar que o crescimento espiritual também parte de um desejo.


Observamos isto quando o “novo iluminado” psasa a ter muito orgulho de sua condição, a contar para todos, a pregar e a encarar todos os contrários à sua verdade como errados. Este comportamento é típico do egóico que se sente importante por ser iluminado, importante por estar “na verdade”.


Este tema é infinito e daria livros e mais livros (como há). Mas para quem está caminhando na trilha estreita do desenvolvimento espiritual, a única coisa que posso dizer, que é o que tento seguir em minha vida é:


NÃO TENHA MEDO DO VAZIO
NÃO TENHA MEDO DO SILÊNCIO
NÃO TENHA MEDO DA SOLIDÃO


Apenas quando começamos a encarar estes momentos é que damos a chance de o verdadeiro espírito emergir.


É no vazio, no silencio e na solidão que lidamos com nossos fantasmas, nossos medos, nossa vontade de aparecer, nossa vontade de ser alguma coisa. Só quando tratamos isto em nós e quando nos vemos sem o desejo do ego é que o verdadeiro espírito nos enche e passa a guiar nossas vidas.


Desejo a você todo o silencio e vazio do mundo, pois é no vazio que estará tudo que você precisa para ser feliz. É lá que tem tudo.

Seja o primeiro a comentar
Baixe grátis o Guia Prático para Uma Vida Produtiva
Compartilhe!
Livros que recomendo

O Poder do Silêncio - Eckhart Tolle

Deixe a revisão
O silêncio e a calma não são apenas a ausência de barulho e de conteúdo. São a dimensão mais profunda do nosso ser, a inteligência primordial, a consciência de que só podemos ser felizes Agora. Eckhart Tolle é um autor profundo e fácil ao mesmo tempo. Muito indicado para quem está iniciando a caminhada do despertar espiritual.
Link https://amzn.to/2CnkhMO
Tags
Leia mais

1001 Maneiras de Enriquecer - Joseph Murph

Deixe a revisão
Direto ao ponto, ele conta casos de pessoas que mudaram situações específicas da sua vida voltadas para a prosperidade. O autor ensina que através da oração podemos conseguir qualquer coisa em nossas vidas, inclusive a tão sonhada prosperidade financeira. Eu como gosto de conhecer sobre os temas, ao invés de julgá-los, achei até interessante a leitura. Prova que com a fé necessária tudo é possível.
Tags
Leia mais

Ao Encontro da Sombra - Connie Zweig

Deixe a revisão
Esta não é uma leitura fácil, mas é muito necessária. Se eu pudesse te dar um conselho, eu diria, entenda o conceito de sombra e começará a perceber como as cria em você e como contribui para a criação dela no seu próximo. Todos juntos contribuímos para as sombras coletivas e é de extrema importância o entendimento deste conceito por uma massa crítica, pois só assim conseguiremos mudar o consciente coletivo para um status melhor para todos.
Link link: https://amzn.to/3b4I1Sv
Tags
Leia mais

Deus Não Está Morto - Amit Goswami

Deixe a revisão
O físico Amit Goswami é o precursor do ativismo quântico. Entender suas obras é o primeiro passo para ingressar nesta seara com algum conhecimento. Nesta obra ele explica cientificamente a existência de uma Entidade Suprema, uma Inteligência Divina, um Criador, ou seja Deus. Mas prepare-se para quebrar seus paradigmas sobre o Deus Velho Sentado no Trono te observando e julgando o tempo inteiro...
Link https://amzn.to/3em1pMX
Tags
Leia mais

Mentes Informadas - Helio Couto

Deixe a revisão
Helio Couto é o Cara! Ele é o cara que disseminou o conhecimento da Física e da Mecânica Quântica ao nível popular. Ele fala de um jeito que as pessoas normais conseguem entender. Aconselho todo mundo a ler tudo que ele produz. Ele tem linha direta!!! É só clicar no nome dele que abre o site com todos os livros dele, inclusive tem muitos que são grátis e podem ser baixados em pdf.
Client
Mentes Informadas - HelioCouto
Tags
Leia mais

Leituras que recomendo pra você!